Posts filed under ‘Ano novo’

Sake – a milenar bebida japonesa

Beber sake (saquê ou sakê) é um ritual no Japão, e existem várias razões pelas quais a bebida é apreciada, que vão muito além do paladar, sede ou disposição para encher a cara. Segundo a tradição, bebe-se sake para eliminar as preocupações e prolongar a vida, e isto por si só, vale qualquer dose a mais. Pega até mal chamar de bêbado quem toma sake de forma exagerada e sai cambaleando de madrugada pelas ruas das cidades japonesas. “Inebriado” talvez fosse a designação correta, uma vez que os efeitos da bebida transformam os, geralmente reservados japoneses, em cantores, galanteadores e seresteiros ao luar nas noites nipônicas. A bebida é feita basicamente de grãos de arroz e água.

No Japão, costuma-se dizer que o sake é o melhor companheiro na solidão. Só não se pode tomá-lo em qualquer copo ou em qualquer ocasião. Bebe se em grandes comemorações, como no Ano Novo e nas cerimônias xintoístas de casamento, em encontros românticos, mas também na falta de um pretexto feliz ou por uma boa dor de cotovelo.

Como beber sake no Japão é um ritual milenar e os excessos são justificados por milhares de anos de história, o modo mais simples de se desculpar por qualquer estrago provocado em uma noite etílica no Japão, é dizendo “Eu estava bebendo sake…” e o perdão é praticamente certo!
Assista a esse vídeo sobre essa ótima bebida:

Existe um ritual especial à mesa para tomar o sake. Levante o seu copinho para receber a bebida, servida sempre por seu vizinho de mesa, apoiando-o com a mão esquerda e segurando-o com a direita. É imprescindível que você sirva o seu vizinho de mesa porque não é de bom tom servir a si próprio. O copo de sake deve sempre ficar cheio até o final da refeição. A tradição manda fazer um brinde, kampai, esvaziando o copinho num só gole. É sinal de hospitalidade e atenção.

Tipos de sake
Junmai-shu – É o sake mais puro, com arroz, água e koji, e que não sofre acréscimo de álcool. O arroz é “polido” de forma que perde a parte externa, conservando menos de 70% do seu volume original.
Honjozo-shu – Tem pequena quantidade de álcool etílico destilado, o que melhora o sabor, tornando o sake mais suave. O arroz recebe o mesmo tratamento de Junmai-shu.
Ginjo-shu – O arroz é “polido” para conservar apenas 60% do seu formato original. Isso diminui a gordura e as proteínas. Além disso, esse sake é fermentado a uma temperatura baixa por muito tempo.
Daiginjo-shu – Através do polimento, o arroz perde pelo menos 50% de seu volume original, chegando em alguns casos a perder até 65%. É um tipo de sake que exige muito trabalho em cada nível do processo.
Namazake – É o sake que não é pasteurizado, e deve ser guardado na geladeira.
Nigori-zake – Não é filtrado e tem aspecto leitoso, resultante da adição ou preservação de partículas de arroz ou koji por meio de filtragem rústica. De sabor pesado, é servido após as refeições

Curiosidades

-A palavra sake no Japão também é usada para designar qualquer bebida alcoólica em geral.
-O sake é a bebida com mais alta porcentagem de álcool entre os fermentados do mundo e também a mais tradicional — é mais antiga até mesmo que o vinho.
-A pasteurização foi introduzida no processo de produção do sake, baseada em observações empíricas, séculos antes de Louis Pasteur estabelecer sua explicação científica.

Fonte: Cozinha japonesa

Posts anteriores relacionados:
Qual vinho beber? Eis a questão!
Culinária japonesa
Yakitate Japan – o pão japones nos animes e mangás

Anúncios

junho 18, 2008 at 4:24 pm 5 comentários

Churrasco na medida certa

Vai fazer churrasco?
Acerte na hora de comprar a bebida e a carne, não é nada agradável ter desperdício nessas horas.
Para ajudar, use essa ótima planilha que calcula tudo isso para você. Basta inserir a quantidade de pessoas nos campos amarelos e o resultado será dado.

Gostou da planilha?
Clique aqui e faça o download imediatamente.
Fonte Ócio
Bom churrasco!

Posts anteriores relacionados:
Carne light: um sonho possível?
Alimente-se com economia

maio 30, 2008 at 5:25 pm 4 comentários

Ano novo – comece o ano comendo bem

champagne.jpg
Um novo ano se inicia!
Que tal uma incrementada no jantar da virada de ano?
Aí vai uma lista de receitas e rituais que prometem dar sorte para você em 2008:
Bebida:
A champanha, ou champagne, é a bebida ideal para festas, principalmente de final de ano. Bebida nobre, ela deve ser servida bem gelada e em taças de cristal para brindar a chegada do novo ano.
Lentilha:
Segundo a tradição, devemos comer lentilha ou, na falta desta, feijão. Acredita-se os grãos que aumentam de volume durante o cozimento trazem fortuna.
Uvas pretas:
ano_novo.jpg

O folclore recomenda comer sete bagos de uvas pretas. Assim, o indivíduo atrairá prosperidade para o ano que chega.

Romã:
Há a crença de que caroços de romã podem trazer boa sorte. Deve-se comer uma romã e guardar sete de seus caroços na carteira.
Frutas secas ou cristalizadas:
A tradição manda comer pêssego, figo, amêndoa ou avelã para se ter mais sorte e fortuna.
spaccapehdireito.jpg

Carnes:
Segundo as crenças populares, aves não devem ser preparadas na ceia de ano novo, porque ciscam para trás e possuem asas. Sendo assim, fariam a felicidade voar embora. É aconselhável preparar carnes como boi, cordeiro e principalmente porco, animal que fuça e empurra a terra para frente. Peixes como atum, bacalhau e salmão, considerados peixes “destemidos”, também são recomendados.
Fonte: Asttro.org

Assista a este vídeo-montagem com um texto de Carlos Drummond de Andrade – Receita de ano novo:
Feliz ano novo!
Posts anteriores relacionados:
Natal: a festa da comilança
A alimentação e seus mitos
Festas juninas

dezembro 31, 2007 at 4:13 am 2 comentários


Calendário

novembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Posts anteriores

Estatísticas

  • 1,410,231 Visitas

Visitantes agora no blog

counter

Page Rank

PageRank

Categorias